quinta-feira, abril 24, 2008

A indisciplina

Fui trabalhar... a licença de maternidade acabou, e após ter estado tantos meses em casa o que encontro? Não uma sala de aula mas sim um espaço completamente desgovernado onde reina a anarquia. Miúdos de 6 e 7 anitos, sem regras e os quais não reconhecem autoridade em ninguém.
Um dos nossos brilhantes e tão fofinhos meninos no outro dia foi até casa a dar pontapés à própria mãe só porque esta lhe disse que o ia pôr de castigo.
E eu questiono-me, o que podemos nós professores fazer? Como dar a entender a estes meninos e meninas que a escola é um local de respeito e que os adultos são quem deve ser respeitado.
Ontem senti que não sou professora ou educadora como lhe queiram chamar, mas sim uma mera ama seca que tenta mediar conflitos e manter 24 alminhas na sala de aula durante uma tarde para que os pais possam estar descansados pensando que sou eu quem os tem de educar.
Sou mãe e sei que é difícil, aliás a tarefa mais difícil a que me proponho todos os dias, é a de educar os meus três filhotes e sei que o mais complicado é dizer não e ensinar-lhes que na vida não são tudo facilidades, que devemos trabalhar para atingir os nossos objectivos. Faço-o diariamente e não considero que deva ser de outra forma senão não teria trazido ao mundo estes três seres tão maravilhosos.
O que acontece é que jlgo que nem sempre os pais têm esse entendimento e tentam proporcionar aos filhos tudo o que não tiveram, tudo o que não podem ter chegando ao ponto de por vezes nos depararmos ao ridiculo dos pais que são controlados pelos filhos a quem fazem todas as vontades apenas para não terem de ouvir uma birra ou com medo de que possam provocar algum trauma no meninos.
E no meio disto tudo quem vai ficando traumatizado são os profes que aturam isto tudo desde cedo e que muitas vezes lutam sozinhos tentando diariamente educar cidadãos que voltam no dia seguinte após terem sido mais uma vez "deseducados".
Eu sei que este é um problema complexo e que não podemos colocar as culpas todas nos pais que coitados também lutam diariamente para proporcionar ao filhos o melhor possível, mas a verdade é que depois de regressar à escola fiquei desmotivada e sem ideias.

quinta-feira, abril 03, 2008

Templária

Só um cheirinho...com um beijinho para lá em Tomar...

video